sábado, 20 de junho de 2009

Vantagens de adotar um gato adulto

"De repente o gatinho que você adotou vira um gato adulto diferente do que você imaginou que seria. Temos a idéia de que o gatinho criado desde pequeno vai ser exatamente o gatinho ideal que se imagina. Nem sempre é assim. Adotando um gato adulto você já sabe exatamente seu temperamento." - sosgatinhos


Filhotes são fofos, claro, mas você não saberá como eles serão realmente até que cresçam. Aquele bebê bonzinho pode se transformar num caçador implacável de tornozelos, virar uma onça selvagem na hora de ser medicado e decidir que odeia colo quando crescer. Já gatos adultos têm a personalidade definida, por isso você saberá exatamente o que estará levando para casa. Para quem mora com crianças e idosos, é a escolha ideal. O mesmo vale para quem passa muito tempo fora de casa, já que adultos são mais tranquilos, menos frágeis e não necessitam de tanta supervisão.
Gatos adultos também têm menor "poder destrutivo". São bem mais calmos que os filhotes curiosos que passam o dia aprontando, escalando e mastigando tudo (fios, sapatos, mãos humanas...) que encontram pela frente.

E, ao contrário do que muitos imaginam, o gato adulto se adapta rapidamente à rotina da casa e aos novos donos. Talvez a adaptação aos outros gatos seja um pouquinho mais demorada (nem sempre!), mas nada que um pouco de paciência e técnica não resolvam. ;}

Um excelente exemplo é o Nemo, nosso ex-resgato, um macho adulto (5 ou 6 anos) que vivia nas ruas e teve uma adaptação rápida e tranquilíssima à nova vida. Em menos de 1 semana estava totalmente adaptado ao apartamento, aos gatos da casa (também adultos) e aos novos donos!
.
Mais sobre o assunto:
Adotar gato adulto?
Dê uma chance a quem mais precisa
Por que adotar um gato adulto? (último cartaz da página)
Ten Reasons to Adopt an Adult Cat
Adopting an Adult Cat Has Many Advantages
▪▪▪▪▪
Foto:
Preto foi adotado adulto, com 4 anos, aproximadamente. Ele viveu "livre" nas ruas (pra morrer envenenado e atropelado) até vir para cá. Na foto ele não está sendo devorado vivo rs, está brincando de lutinha com seus novos-melhores-amigos-de-infância Jack e Bob Dylan. Detalhe: a adaptação completa se deu em menos de 1 mês! Sim, ele foi testado e é FIV/FeLV negativo. ;)

.................................................................................
Gostou do texto e das imagens, resolveu copiar e postar em outro lugar? Seja civilizado e cite a fonte. Não deixe de ler: Lincença de uso 

10 comentários:

Andrea disse...

Oi, Cassandra!
Adotar o Nemo foi uma decisão muito acertada!
Ele é um fofo, carinhoso e independente. Além disso, ele resolveu ser prestativo e me ajudar na tese de doutorado. Isso significa que ele passa o dia deitado na mesa do computador, supervisionando o meu texto ou dormindo. :]
Adotar gatos adulto é tudo de bom!
Aqui em casa, estamos torcendo pela Afrodite!
bjs

Cass disse...

Nemo dá apoio moral, né? ;P
Eu tenho 2 gatos que foram adotados adultos e são extremamente carinhosos. Acredito que o preconceito maior das pessoas é achar que o gato "não vai se apegar", o que é uma grande bobagem.

Andrea disse...

Esqueci de mencionar que o Darth também resolveu me apoiar e está dividindo o espaço com o Nemo. A diferença é que quando acordado, resolve brincar com as canetas, lápis e outras coisas que eu estiver usando! rsrsrs
O Bruce, meu outro gato preto, decidiu disputar o espaço também. Não será por falta de apoio felino que não terminarei a tese! :D
bj

Andrea disse...

Quanto ao "não se apegar", minha experiência diz o contrário. O Nemo, por exemplo, anda atrás de mim o dia inteiro. Virou meu guarda-costas!

Cass disse...

Os gatos que a gente adotou adultos tb são "chicletinhos", bem mais que o Toy, que veio pra casa com menos de 20 dias de vida.

Lin disse...

Dos meus ... gatos, apenas um veio filhote. Todos são chicletudos, me amam e se adaptaram entre sí.
A "Deusa" merece seu paraíso !!!

Iridê- Projeto SOS Felinos disse...

Olá!
Pf altere o link da referência "Por que adotar um gato adulto", do Projeto SOS Felinos.
O link atual, esclarecendo as dúvidas mais comuns sobre a adoção dos adultos, é:
http://www.sosfelinos.com/queroadotar.html
MIAUgradecemos!
Iridê
Projeto SOS Felinos

Me Adota? disse...

Correção feita, obrigada.

The Riot disse...

Olá!

Queria só deixar um comentário para quem pensa em adotar um gatinho adulto. Pois muita gente acha que é mentira quando as pessoas falam que é tudo de bom, que o pessoal do gatil quer só se livrar dos gatos.

A algumas semanas atrás apareceu uma gata adulta na varanda do meu prédio, os pelos todo misturados em amarelo, cinza malhado, preto e branco, o que lhe rendeu o apelido de Frankie.

Durante vários dias eu só via ela esporadicamente, escondida atrás de umas plantas, ou me observando de longe quando eu saia para trabalhar, um dia eu passei por ela e conversei com ela e ela miou pra mim bem de longe, e ficou me olhando até eu virar a esquina e ir embora.

A partir deste dia, as aparecidas esporádicas dela começaram a ser mais assíduas, e nós começamos a bater um papo todo dia antes de eu sair do trabalho e quando chegava.

Certo dia eu comprei uma raçãozinha pra ela, e coloquei um potinho de água num cantinho ali da varanda, e ela veio comer, me deixou passar a mão nela, vocês não acreditam mas virou até de barriga pra cima me pedindo carinho.. durante algumas semanas tudo certo...

Até que um dia cheguei lá demanha, e os potes com a água e ração que coloquei pra ela estavam todos virados e arremessados na beira da calçada. E minha amiguinha estava super acuada, quando me viu não conversou comigo, fugiu para longe... e aquilo me fez pensar que alguém tinha feito algum mal pra ela...

Passei o dia todo pensando nela, que alguém ia acabar fazendo mal pra ela, e ela tão mansinha e querida, quando cheguei em casa, sentei na varanda esperando ela aparecer, lá pelas tantas ela apareceu de longe, miou pra mim, fiquei conversando com ela até ela vir pertinho de mim, fiquei alguns minutos fazendo carinho nela.

Quando senti que ela estava bem confortável comigo, peguei ela no meu colo segurando o peito dela com a palma da minha mão e as patinhas traseiras dela acomodadas no meu antebraço, e com a outra mão fiquei fazendo um carinho nos bigodinhos dela.

Eu moro no 5º andar e fui subindo lentamente para ela não se alarmar, quando cheguei no 3º andar ela começou a ronronar mto forte, uma coisa que precisa ficar evidente (nada contra a quem tem estas qualidades que vou citar) eu não sou o típico vegano, green piece anti-glúten que quer salvar o mundo uma lampada de cada vez, me chamam de grosso, de bruto, só pq eu curto levantar peso, ouvir heavy metal e não tenho paciência pra gente burra.

Mas no terceiro andar eu tava com lágrimas no rosto, chegamos em casa e ela passou a noite no meu colo, apresentei ela pra caixinha de areia ela já fez as necessidades dela de pronto, não se escondeu, não tentou fugir, não ficou ourissada, nada. Ela conheceu minha esposa e minha filha e ronronava com o carinho de todo mundo. Agradecida.

Então eu espero que meu testemunho faça alguém que tem um gatinho solitário por perto, e pensa em adota-lo, não pense duas vezes, você não vai se arrepender.

A rua só traz a liberdade de ela ser maltratada, envenenada ou morta, carinho e um lar é o que eles realmente precisam e você pode ser o próximo a ter esse sentimento formidável que me enche de alegria todos os dias por saber que tomei a decisão certa.






Me Adota? disse...

Obrigada pelo depoimento. São realmente uns seres adoráveis. ;)
[só não esqueça das redes de proteção nas janelas!]