domingo, 13 de dezembro de 2009

Não dê animais de presente de Natal, dê livros!

Animal não é brinquedo!

Você passa em frente a uma pet shop, vê aquele filhote lindo à venda ou para doação e, num impulso, decide comprar/adotar com a certeza de que será um presente perfeito. Talvez até seja, nos primeiros dias (ou primeiras horas!), até o presenteado "perceber" que o bebê não faz apenas coisas fofas, mas também mia/late de madrugada, faz cocô e xixi (muitas vezes em locais inadequados), solta pelos, quebra coisas, faz bagunça, fica doente, dá trabalho e despesa. E se torna um estorvo na hora de viajar. E aí, o que fazer?

"O período após o Natal é uma temporada de animais abandonados. Pressionados pelas crianças muitos pais adquirem filhotes para doar de presente. No fundo têm esperanças de que os animais ensinarão aos filhos a ter mais responsabilidade, afinal, o compromisso é sempre de que a criança vai incumbir-se de cuidar do cão ou do gatinho. A rotina do dia a dia, entretanto, é diferente. Nem sempre a criança desempenha bem as tarefas, o filhote rói móveis e roupas, faz suas necessidades no tapete da sala e chora no meio da noite. Irritados, pais e mães logo se veem na compulsão de livrar-se do intruso. A primeira tentativa é de passar o problema para frente. Querem doar para o avô, o tio que tem chácara, o porteiro do prédio e, diante da total impossibilidade, optam pelo abandono." - Vida não é brinquedo, animal não é presente

Criar um animal é uma responsabilidade imensa, que pode durar mais de 15 anos. É uma decisão pessoal que deve envolver muita pesquisa e reflexão. Cuidar de um gato ou cão de forma adequada não sai barato. Emergências não escolhem hora e podem nos custar pequenas fortunas. A decoração da casa nunca mais será a mesma. É como ter um filho que nunca cresce. É maravilhoso, mas tem seu preço. Esses são apenas alguns "detalhes" que devem ser considerados ANTES de levar um animal para casa. E a decisão deve ser sempre do ADOTANTE e com a concordância de todos os outros moradores da casa!

Seja menos óbvio

Em vez de tratar um ser vivo como coisa e colocá-lo numa situação de risco de abandono e maus-tratos, dê livros sobre o assunto, assim você ajuda o futuro adotante a tomar a decisão com consciência, quando estiver pronto. Veja alguns bons exemplos:

Gatos
- Gato: Manual do Proprietário
- Os Segredos dos Gatos
- Cuide Bem do Seu Gato
- Entenda o Seu Gato
- Psico-Gato?: Entendendo o Comportamento Louco do Seu Gato

Cães
- Adestramento Inteligente: com Amor, Humor e Bom Senso
- Cães Educados, Donos Felizes
- Ou Eu ou o Cachorro
- Adestramento sem Castigo
- Cachorro: Manual do Proprietário

▪▪▪
Lembretes

1. não se engane, a responsabilidade sobre o futuro do animal que você dará de presente será 50% sua. Se ele for abandonado e/ou maltratado, a culpa também será sua. O mesmo vale para as ninhadas que ele produzir. Filhotes que nascem nas ruas sofrem terrivelmente, morrem de formas horríveis ou acabam em abrigos lotados. Você quer ser responsável por isso?
O "toque" acima vale também para pseudoprotetores que doam (descartam?) animais não castrados, com pressa, sem critérios. Vocês não estão ajudando, só estão mudando o problema de endereço, acreditem.

2. quando você compra bichinhos de "raça" em pet shops ou no Mercado Livre, está contribuindo diretamente para a exploração dos mesmos. Por trás daquele filhote fofo, existem adultos maltratados. Além de levar para casa um animal provavelmente doente e com problemas genéticos, você estará enchendo o bolso dessa corja nojenta que vive de cafetinar animais indefesos. Tire seus óculos cor-de-rosa e pense nas consequências de seus atos!

3. Abandonar animais é crime!

.................................................................................
Gostou do texto e das imagens, resolveu copiar e postar em outro lugar? Seja civilizado e cite a fonte. Não deixe de ler: Lincença de uso 

4 comentários:

Josi Saldanha disse...

Ótimo artigo! Parabéns!!!

Andrea disse...

Concordo plenamente, Cass!
Eu sou aquela tia chata que dá livros de presente! rsrs
bjs

Cass disse...

Obrigada, Josi!
____

Queria uma "tia chata" assim rs. Melhor do que ganhar blusas increditavelmente feias, a ponto de parecer pegadinha. :P

Anônimo disse...

Por isso que odeio esta raça humana desgraçada e quero que o Universo dê o fim a esta raça maldita e a este planeta cheio de gente má, muito bem dado. Não tenho medo de morrer e levar juntos esses humanos desgraçados, pois eu posso renascer num mundo com gente que seja boa com os animais, dos humanos, cada vez mais, quero distancia..

Espero com ansiedade um tempo em que hajam muitas catástrofes na Terra, para que a grande corja de seres humanos ruins e cruéis se acabem e vão todos para os quintos e sextos dos infernos e , cada dia mais, os sinais estão claros desta destruição iminente

bjs
Uma anonima p... da vida com os humanos nojentos, outra humana que não é lá esta coca cola..