sábado, 21 de março de 2009

A importância do check-up

check-up em gatosA visita anual ao veterinário é essencial para o bem-estar e longevidade do seu gato. Durante o check-up, o bom veterinário fará um exame físico completo, coletará material para exames laboratoriais, além de oferecer orientação nutricional e comportamental.  É neste momento que muitos problemas podem ser descobertos antes que o animal demonstre qualquer sintoma preocupante.

 .
"O exame físico pode acusar a presença de nódulos mamários em fêmeas, massas na pele ou na cavidade abdominal, aumento no volume de órgãos (fígado, baço, pâncreas) ou irregularidade na superfície (rins), aumento de linfonodos, alterações no batimento cardíaco, acúmulo de fezes intestinais, entre outros" - O Gato Idoso
.
Gatos maduros - medicina preventiva
.
"O envelhecimento é um processo inevitável e irreversível, contudo, o estado débil atribuído muitas vezes ao gato geriátrico, na realidade, pode ser oriundo de uma enfermidade que pode ser corrigida ou pelo menos tratável pelo médico veterinário.
Deve-se diferenciar as mudanças inerentes ao processo de envelhecimento daquelas em função dos processos patológicos"
.
Gatos com 7 anos ou mais precisam passar por check-ups regulares. Muitas doenças que aparecem na velhice, mesmo que incuráveis, se descobertas cedo, podem ser controladas. E muitas dessas doenças não apresentam sintomas até que estejam bastante avançadas.

As doenças encontradas com maior frequência em gatos idosos são:.
2) problemas dentários;
3) tumores (adenoma funcional da glândula tireóide, acarretando em hipertiroidismo);
4) degenerações ósseas e musculares;
5) doenças cardiovasculares e
.
"O programa preventivo de saúde para o gato idoso deve ser iniciado a partir da faixa etária de 7 a 11 anos de idade e deve continuar por todo o resto de sua vida. Esse programa tem sido recomendado pela Associação Americana de Clínicos Especialistas em Felinos e pela Academia de Medicina Felina, em 2005, num painel para reportar os cuidados com o paciente felino idoso.
.
Caso o gato não demonstre nenhum tipo de doença, este deve constar: avaliação completa da história médica pregressa e do comportamento do animal, exame físico completo (peso, temperatura, pulso, freqüência respiratória e cardíaca, coloração da membrana de mucosa e tempo de preenchimento capilar, estado de hidratação), ajudam a estabelecer o que está normal e reconhecer o mais cedo possível o que está errado, tais como murmúrio cardíaco, dor, a presença de rins irregulares e pequenos ou nódulos na tireóide. É fundamental avaliar o peso do animal e as condições corpóreas e compará-las com aferições anteriores, para verificar se houve perda ou ganho substancial.
.
A mensuração da pressão arterial pode se feita de forma indireta usando o método Doppler, usando um aparelho de doppler e um esfigmomanômetro manual acoplado a uma braçadeira. Assim, pode-se detectar hipertensão sistêmica antes que haja dano em algum órgão ou hemorragia ou descolamento de retina. O ideal para o valor da pressão no gato é 145 a 160 mmHg ou menos (pressão arterial sistólica).
.
A avaliação clínica laboratorial consiste hemograma completo, proteínas totais e plaquetas, bioquímica sérica creatinina, potássio, fosfatase alcalina, alanina aminotransferase, concentração de T4 total por radioimunoensaio, urinálise, teste para detecção da presença do FeLV ou anticorpos para o FIV. Além disso, exames fecais devem ser feitos em gatos expostos a ambientes de risco." - O que devo observar no gato idoso?
.
Fique de olho
.
É importante observar com atenção seu gato e levá-lo ao veterinário ao notar:
.
■ sede exagerada
■ perda ou excesso de apetite
■ perda ou aumento de peso
■ mudanças no comportamento (agressividade, hiperatividade, apatia, depressão, irritação, etc)
■ vômitos
■ mau hálito, salivação
■ dificuldade para mastigar ou engolir
■ tosse, espirros ou respiração ofegante
■ mudanças em relação ao uso da caixa de areia (urinar ou defecar fora da caixa, urinar em excesso, dificuldade para urinar, diarréia, sangue na urina ou fezes, constipação, etc)
■ secreção ocular, nasal ou genital
■ pequenas feridas que não cicatrizam
■ falhas na pelagem
■ coceira ou lambedura excessiva
■ inchaços ou caroços no corpo
■ gengivas pálidas ou inflamadas
.
Older Cats: Health & Care
.
.................................................................................

Leia também: 
Aprenda a tornar melhor a vida do seu gato velhinho 
Animais idosos e Medicina Preventiva 
Gato idoso - Comportamento e doenças 

.................................................................................

Teste a saúde do seu gato (em inglês):
.
If you can't answer "yes" to all of the following statements, please call your veterinarian as soon as possible:
.
(no final da página)

[texto atualizado em 15 de janeiro de 2013]
.................................................................................
Gostou do texto e das imagens, resolveu copiar e postar em outro lugar? Seja civilizado e cite a fonte. Não deixe de ler: Lincença de uso 

2 comentários:

Tamara L. Allgäuer de Melo. disse...

BLOG MARAVILHOSO!!!
PARABÉNS!
BEIJOS.
TAMARA.

Cass disse...

Obrigada. :}